tag cinema
cinema

OS SMURFS | THE SMURFS

Por Vanessa Piccoli
Fotos Divulgação

Por anos muitos e muitos anos, a aldeia de Smurfs viveu tranquila, até que surge o vilão, o mago Gargamel (Hank Azaria, dos seriados “Mad About You, Friends e dos filmes “Os Queridinhos da América”, “Ano Um”, entre outros, que persegue os moradores do local. Para fugir, são forçados a atravessar um portal e, assim, vieram parar em nosso mundo, em meio ao Central Park, em Nova York, Estados Unidos. A partir disso, eles precisam encontrar uma maneira de voltar para o mundo deles.

Durante essa aventura, conhecem os humanos, o casal Patrick e Grace Winslow, interpretados, respectivamente, por Neil Patrick Harris, do seriado “How I Met Your Mother”, e Jauma Mays, a Emma Pillsbury, do seriado “Glee”, que ajudam os amiguinhos azuis a se livrar de Gargamel e encontrar um jeito de voltar a terra deles.

O longa da Columbia Pictures/Sony Pictures Animation, baseado na obra de Peyo, possui cópias em 2D e 3D, tem direção de Raja Gosnell (“Scooby-Do”), e roteiro de J. David Stem & David N. Weiss e Jay Scherick & David Ronn.

O elenco conta, ainda, com Sofia Vergara e as vozes da cantora Katy Perry, que dá vida à Smurfette, Anton Yelchin (Desastrado), Jonathan Winters (Papai Smurf), Alan Cumming (Arrojado), Fred Armisen (Gênio), George Lopes (Ranzinza), entre outros. Na versão em Português, a dublagem recebe vozes como as de Gustavo Pereira, Orlando Drummond, Jullie e Marco Ribeiro, Cláudio Galvan e Samir Murad.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

A ÁRVORE DA VIDA | THE TREE OF LIFE

Quebrando um pouco a sequência de filmes baseados em super-heróis e animações, “A Árvore da vida” conta a história de uma família americana do Texas, nos anos 1950, e mostra o conflito de Jack O’Brien quando criança e sua inocência, medo, conflitos, questionamentos, até a fase adulta (interpretado por Sean Penn), já como arquiteto bem-sucedido, mas que se sente perdido, no mundo agitado, e tem lembranças de sua infância e tenta reatar o relacionamento com o pai (Brad Pitt).

Vencedor da Palma de Ouro em Cannes este ano, o longa-metragem, ao estilo do diretor, Terrence Malick (“Terra de ninguém”, “Cinzas no Paraíso”, “Além da linha Vermelha” e “O novo mundo”, provoca impacto no espectador, no sentido emotivo, com cenas e imagens que remetem à natureza, ao ser humano e a diálogos intensos que prometem prender e comover a quem assiste.

Segundo Sarah Green, “O próprio título do filme já levanta muitas questões. A ‘árvore da vida’ é um símbolo-chave de muitas religiões difundidas e também do darwinismo. Levanta questões sobre a natureza, sobre o espírito. Todos reagem a essas palavras”.

No elenco, a maioria é composta por não profissionais, a exemplo, os três filhos do casal sr. e sra. O’Brien são interpretados por não atores e demorou mais de um ano para encontrar as pessoas certas para esses papéis.

Produção de Sarah Green, Bill Pohlad, Brad Pitt, Dede Gardner e Grant Hill.

Já a novata Jessica Chastain interpreta a mãe de Jack e foi escolhida exatamente por não ser um rosto conhecido por tanta gente em Hollwood. A personagem transmite um amor incondicional, repleta de bondade, compaixão e sentimentos puros.

 

 

 
 
enviar