entrevista
entrevista


ANZU
Por Leandro Sampaio
Fotos Divulgação

A casa noturna Anzu completa mais de uma década, trazendo novidades para os baladeiros de plantão, Miltinho, proprietário da casa, conta para Unit Magazine como é manter a estrutura a todo vapor e revela que a meta é sempre estar com o espaço com lotação completa. Com os melhores Djs do Brasil e do mundo, a balada Anzu coloca ritmo na vida de todas pessoas que passarem por lá. Confira a entrevista exclusiva para a Unit.

Miltinho, em primeiro lugar, gostaríamos de saber como você escolheu o nome Anzu para colocar em sua casa noturna, que hoje é uma das mais faladas do Brasil?
O Nome surgiu através de um brainstorming com o arquiteto Washington Fiuza, que é o responsável pelo design do Anzu. É um nome forte que, após 5 anos, acabou sendo incorporado com o AnzuClub e, há 7 anos, fizemos uma remodelagem da marca.

E como é manter uma balada aberta por quase 12 anos, fazendo o maior sucesso?
Sem dúvida nenhuma é um trabalho duro que não depende só da sua força de vontade e dedicação, fatores externos como crises, Lei Seca, Lei Antifumo vão na contramão, pois tem um reflexo negativo na quantidade de público que frequenta a casa. No ano de 2006, teve a lei sancionada que proibia a consumação mínima, a qual refletiu muito no movimento da casa.
Nosso maior desafio foi chegar aos 10 agora, sem dúvida nenhuma, é chegar aos 20 anos.

Como é definido quem vai tocar na casa, e quais são as músicas que mais agradam o público da Anzu?
Eu tenho uma pessoa responsável pela Direção Artística da casa que é o Mario Sergio. Trabalha com a Anzu já faz 7 anos, mas assumiu esta responsabilidade desde de 2007.
Sem dúvida nenhuma, o que mais agrada o público é sempre o som que chamamos mais comercial , que é mais fácil de ter aceitação, som mais house que envolve vocais e bastante melodia. Porém, se batermos somente nesta tecla não chegaríamos aos 12 anos, tem que haver uma rotatividade de estilos para agradar a gregos e troianos, pois a mesmice enjoa.

Você já trouxe os maiores Djs do Brasil para tocar na Anzu, quais são as novidades para o segundo semestre de 2009?
Olha, nestes dois últimos anos, tivemos nomes de peso como James Zabiela, Sharam, Axwell, Sander Kleinenberg, Chris Lake, Nic Fanciulli, Tocadisco, Mark Knight, Funkagenda, Miss Nine, D Ramirez, Trentmoller, John Acquaviva, Amo + Navas, Adam K entre outros. No aniversário de 12 anos tivemos Steve Angello, na próxima festa do branco, a sensação do momento Abigail Bailey, que produz e canta, é realmente incrível e tem tudo a ver com o tema da festa. Para 2010, começamos o ano com Erick Morillo, Sebastian Ingrosso, Kaskadee e vem muito mais por aí.

Qual é o público mais fiel da Anzu?
A Anzu atrai cerca de 10 mil pessoas por mês, é dificil dizer qual é o mais fiel, estamos muito bem localizados estrategicamente. A 90 km de SP, 30 km de Sorocaba, 50 km de Campinas e 40 km de Jundiaí.
Todas as estradas que ligam o interior paulista passam por Itu e esse é o nosso trunfo.

O que não pode faltar em uma balada para não cair na rotina?
Além da variedade musical, sempre que tem acontecer uma “reforma” se é que podemos chamar assim. O Anzu, desde que inaugurou ,a cada 2 anos, sofre uma mudança seja ela decorativa ou estrutural. Como eu citei anteriormente, a mesmice enjoa. Festas com produções, temas e atingir diferentes nichos de mercado faz com que a rotina passe longe do Anzu.

Além das baladas de finais de semana, durante a semana também acontece alguns eventos, conte para o público da Unit um pouco da agenda da casa...
Não importa o tamanho do evento, o Anzuclub tem a flexibilidade para acomodar convidados com conforto sejam eles 300 ou 3.000. O club conta com uma disposição equilibrada, que permite manter a qualidade do atendimento seja o evento grande ou pequeno, pois temos uma estrutura única.
Formaturas, Casamentos, Lançamento de Carros, Festa de confraternização, Gravação de Novela, tudo isso já passou pelo Anzu. Disponível para locação de segunda a sexta, já que sábado é o nosso dia forte como Club.

Com a nova lei que proíbe fumar em lugares fechados, você acha que pode prejudicar o movimento da casa? E existe algum projeto na Anzu para se adaptar à nova lei?
A Lei Seca foi responsável por uma queda de quase 25% no movimento. Quando a Lei Antifumo entrou em vigência, sentimos uma queda no início, mas nos adaptamos à nova lei e hoje temos uma área para fumantes ao ar livre.

Qual seria a maior dica para o sucesso?
Trabalho, fé em Deus e perseverança. E o nosso slogan vai muito bem: “Music is our Business”.

Para finalizar, o que você diria para quem ainda não conhece a Anzu?
Para quem não conhece o Anzu, eu convido para acessar nosso site www.anzuclub.com e o nosso canal de tv www.anzu.tv para ver o que estão perdendo. A Anzu está há 12 anos ajudando o crescimento da cena eletrônica no Brasil. Vale a pena conferir!

 

 


 
 
imprimir