entrevista
ENTREVISTA

BARBARA FIALHO“A SOPHIA LOREN BRASILEIRA"

Por Unit Team
Foto Messias Schneider

Mineira de Montes Claros, Barbara Fialho mudou-se para São Paulo e, com apenas 15 anos, iniciou sua carreira de modelo e estreou nos principais desfiles das semanas de moda. Após sua aparição e sua participação ter chamado a atenção do mundo, em apenas três meses, já estava morando e trabalhando como modelo em Nova Iorque.

Com quase uma década modelando, Bárbara Fialho fez importantes trabalhos para o mercado fashion. Capas e editoriais para publicações, como Elle, Marie Claire, Harper’s Bazaar, Numéro, Nylon e L'Officiel, são apenas alguns deles. Em seu currículo, estão desfiles para as grifes Dior, Givenchy, John Galiano, Missoni, Alexander McQueen e Vivienne Westwood.

Em 2010, sua carreira internacional tomou novas proporções ao fotografar com o top fotógrafo David Gubert, o qual, em um editorial de moda na cidade de Mykonos na Grécia, reproduziu cenas de filmes da atriz Sophia Loren. Outro trabalho da top pode ser conferido no videoclipe da música Bright Lights Bigger City do rapper americano Cee lo Green.

Depois de anos fora do Brasil, por conta da repercussão internacional dos seus trabalhos, Bárbara Fialho volta para brilhar nas semanas de moda do SPFW e Fashion Rio, em que foi eleita a modelo com o melhor corpo da temporada de Verão 2012 e considerada a Sophia Loren brasileira pela imprensa especializada. Com sua beleza marcante, a top fez um ensaio sensual para a revista Status e mudou sua imagem de garota fashion para a de mulher sensual. Em apenas uma semana, o Making-off do seu ensaio para a edição da revista bateu todos os recordes no site YouTube.

Recentemente, Bárbara Fialho participou da campanha da coleção da rede de lojas de departamentos Macy’s, desenvolvida por designers brasileiros, fotografada no Brasil ao lado de tops como Fernanda Tavares, Caroline Ribeiro, Isabel Goulart e Lisalla Montenegro.

Recentemente, seus trabalhos podem ser conferidos nas publicações L'Officiel Paris e L’Officiel Voyage em que Barbara Fialho é clicada por Alexander Newman.

Quem abriu as portas e ofereceu apoio para a realização do seu sonho de se tornar modelo?
Minha família. Meus familiares sempre me deram muito apoio, e me ajudam, até hoje, com todos os obstáculos. Eu sou muito grata aos meus pais pela educação e estrutura familiar que eles me proporcionaram. Pois, sem essa base, eu não teria força e disciplina para seguir minha carreira de modelo por 10 anos.
Qual foi sua maior dificuldade na carreira?
Mudei-me para Paris aos 16 anos sozinha. Foi muito difícil. Eu tive que amadurecer muito rápido e me responsabilizar por toda minha vida e trabalho da noite para o dia.
Eu tive grandes amigos e profissionais que me deram muito apoio nessa fase.
Foi uma aventura que me ensinou muito, e hoje minha experiência me ajuda a administrar minha carreira mais facilmente.

Em algum momento, pensou em desistir de tudo?
 Nos primeiros anos, com as viagens constantes me sentia muito sozinha.
Algumas vezes, eu me questionei se valia a pena ficar sempre longe da minha família e dos meus amigos. O sonho de ser independente e o amor pelo meu trabalho me deram forças para continuar focada. Hoje colho bons frutos.

Um trabalho inesquecível?
O meu primeiro desfile da Victoria's Secret neste ano de 2012. A energia e sensação de fazer parte do Show é indescritível. Foi maravilhoso comemorar 10 anos de carreira com essa realização.

Dos inúmeros fotógrafos para quem já posou, qual deles você considera o melhor?
Eu tive a sorte e honra de trabalhar com fotógrafos maravilhosos, seria injusto considerar um melhor. Cada fotógrafo é um artista individual. Tem seu próprio estilo e jeito de traduzir a beleza. Quando preciso de inspiração, antes de fotografar para um trabalho importante, gosto de ver os livros de Richard Avedon. Ele gostava de mulheres morenas, e de beleza marcante, fortes. Os trabalhos de Avedon inspiram até hoje muitos dos profissionais de moda. Infelizmente, não pude realizar o sonho de ser fotografada por ele.

Nova York para morar e trabalhar. E para o lazer?
Nova Iorque é uma cidade maravilhosa, com muito a oferecer, como entretenimento, gastronomia, música e arte em geral. Eu adoro sair para jantar com meus amigos. Gosto muito de cinema, assisto a peças na Broadway. Sempre olho quais são os artistas em cartaz na cidade. Tento aproveitar bastante o tempo que passo em NY na companhia do meu namorado. Nós gostamos muito de música, e nossas personalidades são parecidas. Isso faz nossa relação tranquila e divertida ao mesmo tempo.
O que mais lhe dá saudades quando se fala em Brasil?
Minha família, meus amigos e minha casa em Minas Gerais. Eu amo o céu sempre estrelado da minha cidade, Montes Claros. Coisas pequenas, momentos bem simples perto dos meus amigos e familiares, que são tão especiais, pois hoje me servem de inspiração para construir meus sonhos.
RAIO-X:
No seu iPod?
Muita música brasileira pra esquentar o frio do inverno de NY. Gosto de Tim Maia, Marisa Monte, Tom Jobim, da banda mineira Skank, Caetano Veloso, Gilberto Gil e muitos outros artistas, que, com suas músicas, me ajudam a matar saudade de casa.

Não fica sem?
Música

Um lugar?
Minha Casa em Montes Claros MG no Natal :-)

Se não fosse modelo, seria?
Quando morava em Minas, eu pensava em fazer faculdade de Administração, assim como meus pais. Hoje tenho muito interesse na área musical. Estou desenvolvendo um projeto para o ano que vem.

No nécessaire?
Filtro solar, batom, blush, corretivo, perfume e creme hidratante.

Um ídolo? 
O também Mineiro Guimarães Rosa.

 
 
imprimir