entrevista
entrevista

VANESSA DE ASSIS | #26

Por Unit Team
Fotos Pablo Saborido

Com uma beleza estonteante e traços marcantes, a top Vanessa de Assis, nascida em Eldorado do Sul|RS e que hoje mora em Nova Iorque, venceu a etapa nacional do concurso Super Model, promovido pela Ford Models Brasil, no ano de 2000, e ficou em segundo lugar na etapa mundial no Super Model Of The World. A beldade não demorou para conquistar o mercado internacional de moda, e estrelou nas principais marcas e revistas ao redor do mundo. A top ainda fez uma participação especial no reality show The City de Whiney Port no episódio Everything On The Line.

Entre seus trabalhos, estão campanhas e publicidades para Marc Jacobs, Ralph Lauren, Donna Karan, Abercrombie & Fitch, Burberry, Charles David, Club Monaco, Daslu, Donna Karan, NK Store, Nicole Miller, Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, TopShop, entre outras.

Nas passarelas internacionais, brilhou para as grifes Burberry, Geova, Girls Rule, Guerriero, Il Marchese Coccapani, James Coviello, Jill Stuart, Marc by Marc Jacobs, Mila Schon, Moon Young Hee, Rick Owens, Carlos Miele, Claude Montana, David Rodriguez, Dirk Bikkembergs, Guerriero, Lilly Pulitzer e Louis Vuitton.

Sua beleza ainda pode ser conferida em editoriais nas principais revistas de moda, entre elas: Harper´s Bazaar, Marie Claire, Vogue Inglesa, Vogue Brasil, Elle, Harper´s Bazaar
Espanha, Glamour, Elle Espanha, Elle Grécia e Vogue Paris.

Você não queria ser modelo quando recebeu seu primeiro convite. O que lhe fez voltar atrás?
Não, eu só pensava em ser veterinária... sempre gostei muito dos animais e tinha contato direto com eles, nos finais de semana quando ia para a casa dos meu avós, no interior. Só vim a mudar de ideia quando recebi o terceiro convite, de agências diferentes.O terceiro convite foi feito pela Diretora da Ford Angels (divisão infantil, que existia na época), eu tinha cara de baby apesar de ter 15 anos. Mas, em menos de uma semana, a Diretora da Ford Models Sul me viu e já me mudou de divisão...

Quem abriu as portas e ofereceu apoio para se tornar modelo?
Meus pais conversaram comigo e perguntaram se eu queria tentar, pois já era o terceiro convite. Desde então, eles sempre me deram apoio, e minha agência, Ford Models, foi que abriu as portas a esse mercado.

Qual foi sua maior dificuldade na carreira?
A maior dificuldade, sem dúvida, sempre foi ficar longe da família e amigos. Não poder estar presente em datas especiais é muito difícil.

Em algum momento, pensou em desistir de tudo?
Sim, com certeza! Por ter começado muito cedo, e tudo ter sido rápido demais, acabei voltando um ano para o Brasil para terminar o segundo grau e ficar mais perto da família... Mas a Ford sempre esteve por trás, me ajudando. Na época, o Décio, foi quem conseguiu a escola em que me formei. Mas, mesmo querendo desistir, acabei fazendo alguns trabalhos no Brasil durante aquele ano... Quando me formei, voltei para casa e, em menos de dois meses, tive certeza de que não estava pronta para parar, só precisava de um tempo. 

Um trabalho inesquecível?
Fiz muitos trabalhos que não irei esquecer, mas a campanha para o Marc Jacobs ficou marcada em mim. Além de ter sido a primeira grande campanha que fotografei, a simplicidade do fotógrafo, Jürgen Teller, em trabalhar me deixou impressionada na época. Lembro que não fizemos maquiagem, trocamos de roupa na praia e ele pediu para ficarmos à vontade e livres, e ele iria nos fotografar. Fotografamos até umas dez da manhã, depois fomos jogar boliche, porque a luz estava muito forte. Voltamos umas três da tarde e fotografamos mais um pouco. Foi um dos trabalhos mais tranquilos que fiz, parecíamos que estávamos de férias... E o resultado foi incrível!

Dos inúmeros fotógrafos para quem já posou, qual deles você considera o melhor?
Difícil responder, mas gosto muito do Peter Lindbergh e Bruce Weber.

Nova York para morar e trabalhar. E para o lazer?
Lazer, adoro correr no Central Park ou simplesmente pegar meu iPod e escutar música e ler um bom livro entre as árvores. Tem muitas peças de teatro e shows também.

Um segredo de beleza simples e muito útil?
Nunca tive problema com a pele do rosto, apesar de usar muita maquiagem. Acredito que uma coisa que me ajudou e ajuda qualquer pessoa, é sempre tirar a maquiagem assim que possível com sabonete de rosto, passar um tônico e um creme para hidratar.

Sobre sua alimentação. Você segue alguma dieta?
Eu tento comer o mais saudável possível, muitos legumes, vegetais e frutas. Às vezes, é bem difícil, principalmente quando estamos entre uma viagem e outra, ou até nos trabalhos, nas locações, a comida é sempre a mais prática possível, um exemplo é o sanduíche. Tento ter barrinhas ou frutas na bolsa quando sei que o dia vai ser longo.

O que mais lhe dá saudades quando se fala em Brasil?
Saudades do país em si, da praia, da música, água de coco, pão de queijo... (risos)

Quais dicas você deixa para as meninas que pretendem entrar para o mundo das modelos?
Que ser modelo não é brincadeira, é uma carreira séria como qualquer outra. Se esse for o sonho dela, mesmo que leve a sério, que consiga uma agência bacana e que queira trabalhar com ela e siga os conselhos do seu booker para ter uma carreira de sucesso.

RAIO-X

Um lugar? Praia

Não fica sem? Internet. 

Se não fosse modelo, seria? Veterinária

No nécessaire? Hidratante labial

Um ídolo? Nelson Mandela

No seu iPod? Nando Reis, Seu Jorge, Djavan, Leoni, Capital Inical, Charlie Brown, Jack Johnson, Cold Play, Red Hot Chili Peppers.

 
 
imprimir