greenlife  
icones reciclagem


A RECICLAGEM É O CAMINHO

Por Unit Team
Fotos: Divulgação

A situação do lixo em nosso país é grave. Segundo dados de 2008 do IBGE, o Brasil produz 140 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos por dia e apenas 12% de todo este lixo é reciclado (Cempre – Compromisso Empresarial Para Reciclagem, 2008). O destino da maior parte são os lixões, devido à escassez de recursos para investimento na coleta seletiva, processamento e disposição final. O resultado disso são graves prejuízos ao meio ambiente, à saúde e à qualidade de vida da população.

Para dar um jeito, são necessárias soluções para a destinação final do resíduo (qualquer material que sobra após uma ação ou processo produtivo) no sentido de diminuir o seu volume, ou seja, é preciso ter menos lixo e só enviar para os aterros os rejeitos (lixo - qualquer material considerado inútil). E como fazer isso?

Um bom começo é seguir a regras dos três RS - reduzir, reutilizar e reciclar. Preferencialmente, nessa ordem, pois não adianta reaproveitar o lixo se o nível de produção continua alto. Sendo assim, reduzir a geração de resíduos urbanos já é um bom começo, pois implica, necessariamente, em uma redução no nível de consumo.

Além de diminuir a quantidade de lixo também é importante reciclar. É preciso ter em mente que para produzir todo e qualquer produto há um determinado gasto de energia. Quando os resíduos não são reaproveitados, a energia é desperdiçada. Portanto, transformar o lixo em algo novamente utilizável é, sem dúvida, mais vantajoso do que procurar produtos que necessitem de novos recursos e mais energia retirada da natureza. Assim, a reciclagem implica numa redução significativa dos níveis de poluição ambiental e do desperdício de recursos naturais, através da economia de energia e matérias-primas.

cartaz loga

Coleta selevita pra quê?
A maioria das pessoas não consegue reaproveitar todo o lixo gerado, mas é importante que haja o cuidado de repassar esse lixo a quem possa fazer uso dele, por meio da Coleta Seletiva na sua região.

A Coleta seletiva de lixo é um processo que consiste na separação e recolhimento dos resíduos descartados por empresas e pessoas. Desta forma, os materiais que podem ser reciclados são separados do lixo orgânico (restos de carne, frutas, verduras e outros alimentos), que são descartados em aterros sanitários ou usados para a fabricação de adubos orgânicos. Em alguns casos, basta separar os recicláveis dos não-recicláveis e o lixo é levado para centrais de triagem, local onde é feita a separação dos materiais (papel, plástico, alumínio etc.).

Outra opção são as cooperativas de reciclagem. Caso haja uma perto da sua casa, verifique o seu sistema de funcionamento, pois algumas trabalham apenas com um tipo de material. É aconselhável higienizar o lixo antes de ser enviado para as cooperativas, a fim de garantir um ambiente mais saudável, livre de insetos e de mau-cheiro. Essa limpeza pode inclusive ser feita com água de reuso. Caso seja possível, junte as famílias do seu condomínio, da sua rua ou do seu bairro pois uma ação conjunta consegue resultados melhores e mais rápidos.

Outro benefício da reciclagem é a quantidade de empregos que ela tem gerado, pois muitos desempregados estão buscando trabalho neste setor e conseguindo renda para manterem suas famílias, além de contribuir para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar.

Fonte: Instituto Akatu

 
wwf
 

imprimir