pet
pet


TERCEIRA IDADE

Por Renata Scarpa
Fotos Divulgação

Um dia você percebe que seu amigo já não brinca com a mesma disposição, os pelos estão brancos ao redor do focinho e dos olhos, ele procura se isolar, quer ficar quieto no seu canto preferido... parabéns! Isso significa que você cuidou direitinho do seu amigo e permitiu que ele chegasse à terceira idade. Assim como acontece com os humanos, algumas mudanças ocorrem no corpo de nossos animais à medida que eles envelhecem. Ao contrário do que acontece com os humanos, a maioria dos cães é abandonada quando atinge a velhice. E o pior tipo de abandono é aquele que acontece dentro da própria família.
Não cabe a mim, apaixonada por animais, julgar o que é certo ou errado em relação ao tratamento que se oferece aos bichos. Não cabe a mim, igualmente, compará-los a seres humanos e exigir (ou esperar) que recebam o mesmo respeito. Não que o mundo esteja transbordando compaixão e solidariedade entre as pessoas... mas como falta compaixão aos cães doentes e idosos! Por anos a fio eles serviram como companheiros, melhores amigos, confidentes, como válvula de escape nos momentos difíceis... como isca na hora da paquera. Então, quando estão velhinhos, já não enxergam mais e exalam aquele cheirinho típico de cão idoso, de repente, tornam-se uma ameaça.

A partir desse momento, o cão de estimação já não é querido, seus filhos já não podem ter contato com ele (vai que velhice pega!), o veterinário recomenda mais carinho e atenção, mas sua nova vida não permite que sobre tempo ao amigo idoso. Se isso não for egoísmo e falta de compaixão, eu não sei o que é. Eu não tenho um lugar no céu por tratar bem dos animais, nem sou daquelas que vai adotando todos que aparecem na minha frente, mas penso muito na hora de adquirir um cão ou gato de estimação, pois se eu o escolhi, e se ele depende de mim, cuidarei dele até o último dos seus dias.
Estas mudanças podem não ser as mesmas em cada espécie. Em alguns animais, como os pequenos cães de companhia, problemas cardíacos são comuns, enquanto que nos gatos, os rins podem ser os primeiros órgãos a dar sinais de envelhecimento.
Raças gigantes podem ser consideradas velhas quando chegarem a cerca de 8 anos, enquanto cães sem raça definida podem viver até 15 anos ou mais.

Alguns cuidados simples e adequados a essa nova etapa da vida garantirão uma velhice mais saudável e uma vida mais longa, como levá-lo regularmente ao veterinário para fazer um check-up, incluindo vacinas, remoção de tártaro, reduzir a quantidade de comida, lembrando que as rações “Sênior” são mais indicadas para esta fase, pois são compostas por nutrientes na quantidade que os senhores de idade necessitam.
Exercícios são sempre importantes, sem esquecer que a idade diminui o vigor, portanto, deve-se optar por exercícios leves e regulares. Se você tiver um piso escorregadio, coloque piso anti-derrapante, já que ossos quebrados são, geralmente, causados por quedas em superfícies escorregadias.

Não podemos nos esquecer do lugar de descanso do nosso amigo, assim, tenha certeza de que a cama é macia, bem acolchoada, livre de correntes de ar e seca.
E o principal: ele precisará de mais ajuda e companhia agora. Seja paciente, ele merece!
Com relação aos gatos, os veterinários recomendam iniciar os cuidados preventivos a partir dos sete anos, pois as modificações geriátricas ocorrem entre os sete e onze anos e, infelizmente, a maioria das doenças que afetam os felinos é progressiva ou crônica.
É recomendável levar seu gato semestralmente ao veterinário, incluindo exame de sangue e de urina uma vez por ano pelo menos. Devemos também fazer os testes de leucemia e imunodeficiência felina.

Cada dia uma novidade!!! Esta para mim foi uma coisa que nunca imaginei... Que tal fazer uma joia com um diamante feito a partir de uma mecha de pelos do seu tão querido pet? Pois é, agora isto já é possível, o segredo está nos pelos que contém carbono, elemento constituinte destas pedras preciosas. Criado a partir de uma mecha de cabelos (da pessoa ou do animal), seu diamante terá a cor, tamanho e formato que você escolher, acompanhado de um certificado gemológico e com garantia de origem.
Com os Diamantes Brilho Infinito você eterniza os momentos mais preciosos da vida em

pet

 

pet

Um telefone muito útil para ter por perto é o da OSGATE, primeira UTI móvel veterinária do Brasil. Em um grande carro muito bem equipado, dois veterinários (Dr. Oscar e Dr. Daniel) altamente capacitados estão a postos para resgatar e efetuar os primeiros socorros no local em animais vítimas de atropelamento, envenenamento, quedas, fraturas, paradas respiratórias, cardíacas e acidentes em geral. Além disso, tem parcerias com as maiores clínicas e hospitais de SP.

A perda de um companheiro nunca é fácil e é difícil aceitar que seu companheiro não irá durar para sempre. Infelizmente, nem todos os cães falecerão sem dor e dormindo em paz. O ideal é receber de seu veterinário todas as informações possíveis sobre as condições do seu companheiro, os tratamentos possíveis e os resultados esperados.
Em muitos casos, o amor e a consideração pelo seu cão podem ser tão grandes que você queira insistir com seu melhor amigo. Não é justo submeter o seu cão a tratamento atrás de tratamento se o prognóstico é muito pobre e o seu cão está sofrendo, visivelmente. Nestes casos, em que a decisão pode ser muito difícil, porque sentimentos estão envolvidos, às vezes, é melhor dar ao seu amigo leal uma morte sem dor e digna, ao invés de prolongar seu sofrimento e deixar a natureza seguir o seu curso lentamente.
A última coisa que desejamos, mas que temos que estar prevenidos, é a morte do nosso amiguinho. Esta hora quase sempre nos pega de surpresa e não sabemos como devemos agir.

pet

Uma opção é o PET MEMORIAL que, no momento da perda do seu pet, tem uma equipe treinada e munida de veículos climatizados que estará à disposição 24 horas para retirar o seu amiguinho do local com total segurança. É o primeiro crematório de animais de estimação da América do Sul, com uma infraestrutura de ponta, garantindo todo o conforto e tranquilidade necessários na hora da despedida do seu amiguinho.

Ufa....essa fase não é nada fácil. Encarar essa etapa é particularmente dolorosa para eles. Vamos torná-la menos difícil então?

renata@scarpa.com.br

 

 
UNITYOU
 
pet

enviar