pet
pet

CACATUAS

Por Renata Scarpa
Fotos Divulgação

Escrevi essa coluna para que eu dividir com vocês meu interesse pelas belíssimas, inteligentes e interessantes C-A-C-A-T-U-A-S. Escreve-se e fala-se desse jeito. São aves exóticas, e não vulcão (cracatoa) ou churrascaria (kracatoa).
O nome Cacatua (em inglês Cockatoo), vem do malaio Kakatua, e significa papagaio grande, chegando a atingir de 30 a 70 cm de comprimento. A maior parte das espécies possui uma charmosa crista, de tamanho, cor e forma específicas, que é erguida ou abaixada quando a ave está excitada (feliz ou curiosa) ou alarmada.
Encontradas apenas no Sudeste Asiático e na Austrália, são muito semelhantes aos papagaios no seu bico curvo e morfologia zigodáctila dos pés (dois dedos para a frente, dois para trás). Muito ativa, inteligente, imitadora da fala humana, capaz de acrobacias e de se afeiçoar às pessoas, além de elegante e vistosa, esta ave vem conquistando espaço como companheira de estimação. Brincalhonas, são capazes de ficar horas tentando desatar um nó, descascar um pinhão, destruir um brinquedo ou perseguindo o dono (feito cachorro mesmo) pela casa toda.
Existem algumas variações de comportamento entre as espécies. Algumas são mais falantes, outras são bem barulhentas, algumas bem quietas e desconfiadas. Existem as mais agitadas e aquelas que se apegam tanto ao dono que não admitem ser manipuladas por outras pessoas.
São 5 gêneros que totalizam 17 espécies e mais 15 subespécies. As mais conhecidas são:
- Cacatua alba - falante, barulhenta (às vezes), necessita de distração o dia todo (brinquedos, companhia). Adora participar da rotina da casa. Aprende truques e é muito apegada ao dono. Considerada a mais mansa dentre as cacatuas, mas isso tem um preço, explicarei melhor no final;
- Cacatua galerita – inteligente, demonstra toda a sua criatividade mesmo quando sozinha numa gaiola ou viveiro. Tem habilidade suficiente para soltar porcas, parafusos, trancas e cadeados com uma facilidade incrível. Bastante agitada, é um pouco mais reservada que a cacatua alba. Desconfiada, torna-se um ótimo pet contanto que conviva com o dono desde filhote. É a mais conhecida das cacatuas, toda branca de crista amarela;
- Cacatua Palm – Cacatua preta de beleza exótica inigualável. Das descritas aqui, é a maior de todas. Muito alegre e bem humorada, possui força e inteligência de sobra. Voluntariosa, sabe exigir atenção e comunica-se muito através de linguagem corporal, além de emitir muitos assovios e gritos. Raridade em cativeiro, está presente em número muito reduzido no Brasil. Estima-se que existam 3 a 4 cacatuas Palm por aqui; 
- Cacatua Molucca - barulhenta, tem a voz bem rouca e emite sons constantemente. Imita muito bem o tom de voz do dono. Pode ficar o dia todo roendo objetos ao seu alcance (brinquedos, poleiros e alimentos). Uma vez pareada, não recomenda-se que fique próximo a outras aves. Monogâmicas e dominadoras, essas cacatuas são capazes até de matar o parceiro caso não sejam atendidas sexualmente. Possui uma plumagem muito bonita, rosa-clara, com algumas penas alaranjadas no interior das asas, e topete com nuances em vermelho.
As cacatuas listadas abaixo têm basicamente o mesmo comportamento. Diferem nas cores e um pouco no tamanho. São pequenas, atingindo de 30 a 40cm. Muito mais calmas e silenciosas que as cacatuas maiores, são mais indicadas aos ambientes em que o barulho não é muito tolerado. Mais desconfiadas e discretas que as grandes cacatuas, ao primeiro contato, não aceitam pessoas estranhas, exceto após muito empenho e dedicação por parte do homem em conquistar uma amizade. Quando acostumadas desde cedo ao dono, são excelentes pets, fiéis, companheiras e carinhosas.

- Cacatua Sulfurea;
- Cacatua Goffini;
- Cacatua Corella;
- Cacatua Ducorpis;
- Cacatua Galah.

pet

pet

pet

pet

A docilidade que difere os papagaios das cacatuas em relação ao dono tem um preço alto. Em troca, exigem muita atenção e carinho. Se a gaiola não for grande o suficiente para que tenham espaço para brincar durante o dia, chegam a incomodar de tanto que gritam. Muito justo que façam isso. Essas aves merecem espaços muito grandes, oferta interminável de brinquedos e distrações, que devem ocupá-las para que não entrem em depressão, quadro difícil de se reverter. São inteligentes e possuem energia interminável, um crime seria deixá-las trancadas o dia todo como prisioneiras.

Podem viver muito. Se tratadas com os devidos cuidados, chegam a durar de 40 a 80 anos. Por isso, antes de comprar, lembre-se de que a escolhida poderá passar o resto da vida em sua companhia.

renata@scarpa.com.br

 
UNITYOU
 
pet

enviar