pet
pet

A ESCOLHA DO PET IDEAL

Por Renata Scarpa
Fotos Divulgação

Outro dia me perguntaram qual animal eu acho interessante para se ter como pet. Hum... Cachorros, gatos, aves, roedores, répteis?
Junto com a pergunta, vem o relatório: Pouco espaço, vizinhos que não gostam de barulho, não quer ter trabalho, costuma sair bastante, e mais: quer um animal que faça companhia quando estiver em casa e que fique preso quando não tiver ninguém. Pensei bastante e vi que esta é a nossa realidade, várias pessoas querem exatamente isto. Fui à procura...
Que tal uma ave linda, pequena, brincalhona, divertida, extremamente dócil e que pode ficar na sua mão, no seu ombro ou na gaiola?
Esta ave chama-se Marianinha, da família dos psitacídeos, que mede cerca de 23 cm de comprimento, pesa de 130 a 170g e a expectativa de vida é de 40 anos.
Podem ser facilmente encontradas aos redores do Sul do Rio Amazonas e no Sudeste do Peru, faz parte da subfamília dos Pionites, e faz parte da família dos Psitacídeos. Eles compreendem 02 espécies dentro de, aproximadamente, 05 subespécies.
Cabeça amarela – Pionites leucogaster – verde no dorso com um pouco de preto nas asas, cabeça amarela e laranja, bico branco.

pet

pet

Cabeça preta – Pionites melanocephala – verde no dorso com um pouco de preto nas asas, bico preto, cabeça amarela e preta, ventre branco e verde.
As Marianinhas são aves muito sociáveis e brincalhonas, adoram fazer acrobacias e são muito dóceis com os donos. Não são muito faladores, mas dizem algumas palavras e assobiam. São bastante resistentes depois de aclimatadas. Sua alimentação, em cativeiro, deve consistir em frutas e vegetais, além de uma boa ração comercial.
Se você gostou da ideia e está pensando em adquirir uma, saiba que devem ter origem comprovada e documentação correta, com anuência do órgão federal IBAMA. Criadas em cativeiro, tentando, assim, contribuir para a não extinção desta, além de também facilitar a nossa relação com elas, pois, quando criadas em criatórios, estão acostumadas à presença de seres humanos e, dificilmente, sofrem estresse ou contraem doenças quando aclimatadas às condições de cativeiro.
Agora, se você gosta mesmo de cachorros, mas quer um diferente, uma raça nova que eu achei maravilhosa, e estou até trazendo um dos USA, é o Alaskan Klee Kai, uma versão pequena do Husky Siberiano com a cabeça em forma de cunha caracterizando uma impressionante máscara na face, ouvidos aguçados e um pelo duplo. O comprimento do corpo é ligeiramente maior que a altura. A cauda é curvada acima das costas ou para o lado quando o cachorro está alerta ou em movimento. A aparência reflete a herança da raça do Norte, e a altura varia entre 33 e 43 cm..

É muito curioso, ativo, rápido e ágil. Sua lealdade e atenção fazem do Alaskan Klee Kai um excelente cão de guarda apesar do seu pequeno tamanho. Enquanto é afetuoso com os membros da família, é reservado com os estranhos.

pet

Para os amantes de gatos, o Savannah, exótico e elegante, é um animal que se origina do cruzamento de duas espécies de felinos: o Serval Africano (Leptailurus serval) e o gato doméstico (Felis catus).
É considerado uma das maiores raças de gatos, os machos podem chegar a duas vezes e meia o tamanho de um gato doméstico e podem pesar mais de 13 kgs.

pet

O enorme sucesso desta nova raça baseia-se nas características únicas do Savannah: este gato de tamanho avantajado apresenta uma pelagem exótica e um magnetismo na sua aparência e movimento. Ao mesmo tempo em que se parece com um animal selvagem, ele tem um temperamento dócil, usa a caixa sanitária e pode ser facilmente treinado para andar na coleira, fazer agility ou brincar de trazer de volta objetos arremessados. O Savannah apresenta o melhor dos dois mundos: selvagem e doméstico.
Sobre a pergunta de qual animal eu acho interessante para ter como pet, respondi com opções de cachorros, gatos e aves. Mas vou contar que eu adquiri um novo pet maravilhoso que é uma fêmea de macaco prego. Estou apaixonada pela Julia, super inteligente e de mãos habilidosas, mas não incluí esta opção porque é um animal silvestre, que se adapta ao cativeiro, mas como é muito ativo e, frequentemente cria problemas, e dá um trabalho...

 

renata@scarpa.com.br

 
UNITYOU
 
pet

enviar