pet

VIAGEM DE AVIÃO

Por Renata Scarpa
Fotos Divulgação

Com a proximidade das férias, uma das dúvidas mais frequentes que escuto na AuPetStore é sobre as providências que devem ser tomadas para quem decide viajar para fora do país e levar seu animal de estimação junto.
Existem vários sites explicando uma enormidade de regras, mas pretendo escrever o passo a passo de maneira bem simples e elucidativa.
A maioria das companhias aéreas não está permitindo mais o transporte de cães de raça braquicefálica (ou seja, que têm a cabeça curta), como pugs, buldogues, pequineses e também gatos persas. Também não convém levar fêmeas prenhes.
Definido o destino, verifique com antecedência com a companhia aérea sobre as regras de como transportar seu amiguinho, se ele pode ir com você na cabine ou se ele terá que ir no bagageiro, qual a documentação necessária para a viagem, como carteira de vacinação, atestado de saúde, etc. Algumas empresas também têm regras com relação ao tamanho da caixa de transporte. Lembre-se de, além de deixá-lo identificado, também identificar a caixa de transporte dele. Coloque seu nome, endereço e telefones de contato.
Primeiro, é preciso deixar claro que existe uma legislação para o transporte de animais, seguida por todas as empresas aéreas, que ainda acrescentam algumas normas específicas para executar esse tipo de serviço. Além disso, existem recomendações médicas e normas de segurança para garantir a saúde e o bem-estar do seu bicho durante a viagem. Cada país possui uma legislação específica que estabelece a documentação necessária para o transporte de animais, certifique-se de tudo, pois alguns países proíbem a entrada de animais de estimação, outros exigem quarentena no local.
Os Estados Unidos são um dos países mais brandos quanto às exigências feitas em relação à viagem com animais de estimação.
Implantação de microchip de identificação padrão internacional (opcional);
Carteira de Vacinação atualizada (especialmente antirrábica);
Atestado veterinário comprovando que o animal está em condições de viajar;
Certificado Zoossanitário Internacional (CZI), emitido pelo Ministério da Agricultura Brasileiro.

Os países membros da União Europeia têm normas que são razoáveis e fáceis de cumprir.
Microchip de identificação padrão europeu;
Carteira de Vacinação atualizada (especialmente antirrábica);
Teste de titulação de anticorpos contra a raiva;
Quarentena de 90 dias dentro do Brasil – o animal só pode viajar a partir do 90º dia, contando a partir da data de coleta do sangue para o exame de raiva;
Atestado veterinário comprovando que o animal está em condições de viajar e que foi tratado contra os parasitas citados acima;
Certificado Zoossanitário Internacional (CZI), emitido pelo Ministério da Agricultura Brasileiro.

Preparando-se para a viagem, leve seu animalzinho ao veterinário e peça um atestado de saúde, compre a caixa de transporte conforme as exigências da companhia aérea, coloque dentro uma mantinha e o brinquedo preferido dele.

ANIMAIS SILVESTRES NACIONAIS
Autorização do IBAMA/DF;
Atestado de Sanidade expedido por Médico Veterinário até 03 (três) dias antes da data do embarque;
Guia de Trânsito Animal (essa guia somente será emitida por Posto de Vigilância Agropecuária – PVA, quando da apresentação dos documentos citados acima).

ANIMAIS SILVESTRES ESTRANGEIROS (EXÓTICOS)
Autorização do IBAMA/DF;
Guia de Trânsito Animal (essa guia somente será emitida por Posto de Vigilância Agropecuária – PVA, quando da apresentação da autorização citada acima).

Agora, se você quer comprar o seu animalzinho no exterior e trazer para o Brasil, saiba que importar um cão não é algo fácil, exige muito estudo e confiança no criador escolhido, além de tempo para organizar a documentação necessária.
O pagamento a criadores do exterior é feito à vista. Com os documentos, atestado de saúde e carteira de vacinação em mãos, deve-se marcar um horário e ir ao Ministério da Agricultura.
Cães que chegam desacompanhados são taxados com imposto de importação de 60% sobre o valor do cachorro, somado ao valor do frete. Este imposto não será cobrado se o cão vier com você, no mesmo voo, como animal de estimação.

 

renata@scarpa.com.br

 
UNITYOU
 
 

enviar