pet
pet

JULIA | UMA NOVA PAIXÃO

Por Renata Scarpa

Sou apaixonada por animais e desde pequena sempre tive ao meu lado um ou mais cachorros. Meu prazer era ter um casal de qualquer animal para ver eles se multiplicando, tive hamsters, porquinhos da Índia, coelhos e outros tantos mais.

O perfil da sociedade brasileira mudou nos últimos anos, e a tendência das pessoas a procurarem animais diferentes aumentou muito. No meu caso, além dos cachorros, tenho uma macaquinha linda chamada Júlia. Acredito que por este motivo várias pessoas entram em contato comigo para saber como é ter um macaco. O que comem e se dão trabalho, etc.…

Diante disto resolvi escrever uma coluna sobre o macaco como pet. Primeiramente, é importante saber que todo e qualquer animal silvestre que vá ser comercializado deve ser nascido em cativeiro num criadouro comercial devidamente autorizado pelo IBAMA. No ato da compra, é preciso verificar se a documentação está em ordem, conferir a nota fiscal com os números do registro do criador e de marcação do pet, sexo e idade. Sem o documento, a criação estará sujeita a processos, multas e perda do animal.  O macaco-prego (Cebus Apella) faz parte da família dos cebídeos, de hábito diurno e arborícola, e é encontrado desde a Venezuela até o Rio Grande do Sul. As espécies possuem uma grande variação na coloração da pelagem, variando de amarelo-claro até marrom-escuro. O alto da cabeça, pernas e cauda são sempre numa tonalidade mais escura e a cauda é preênsil.
O termo macaco-prego origina-se do fato de o pênis do animal ter o formato de um prego quando ereto.

pet

pet

pet

São espertos e graciosos, muito inteligentes, manifestam variadas expressões faciais e facilmente aprendem truques. Mas isso não quer dizer que são educados, eles utilizam a inteligência para conseguirem o que eles querem. Isso quer dizer que fica difícil engana-los!

Vivem bem em viveiros equipados com brinquedos, mas exigem cuidados no manejo, pois às vezes podem ser agressivos e por conta da curiosidade e das habilidades deles, podem acontecer acidentes, pois mordem fios elétricos, quebram objetos de vidro, e fazem muitas outras artes que não somos capazes de imaginar.

É necessário muita estrutura, dedicação, ter noções de que o macaquinho precisa de atenção, exercícios físicos, cuidados veterinários, uma dieta variada e comem de tudo (sementes, frutas, legumes, folhas, carne, ovos, entre outros e é importante variar a dieta diariamente, para garantir sua nutrição).

O adestramento é muito importante para auxiliar no aprendizado do macaquinho, pois de qualquer maneira ele vai aprender, seja aprender a ser educado ou mal educado.
Por mais que o animal seja manso e respeite limites, o adestramento é a melhor maneira de exercitar a mente e a cognição.

Na fase adulta dos primatas, muitos hormônios sexuais induzem a algumas agressividades (por dominância, por exemplo). Mas dependendo do temperamento do animal, do manejo que ele tiver e do treinamento que receber, ele fica manso por toda a vida.

Antes de comprar um macaco-prego devemos lembrar que ele pode viver 40 anos e que a não educação leva as pessoas a desistirem do animalzinho quando ele se torna adulto, e isso é um sofrimento muito grande para ele.

A minha Júlia está cada dia mais, educada e linda, sou apaixonada por ela.

renata@scarpa.com.br

 
UNITYOU
 
 

enviar