speed  
carro robo hyundai

 

CASA, BARCO, GELADEIRA, ROBÔ OU SIMPLESMENTE UM AUTOMÓVEL!
Por Sergio Bruno Tórtora 

Uma revista italiana publicou, tempos atrás, uma matéria em que o chefe de designer do grupo BMW da época, Chris Bangle, dividia a história do design do automóvel em três períodos bem divertidos. O período da Casa, do Barco e da Geladeira.

O período da casa se refere ao início do século 19 em que o carro era um produto visto como a extensão da casa. Eram carros quadrados, com portas retangulares, grandes sofás de veludo, cortinas e luminárias. Mais pareciam com uma sala de estar sobre rodas.

 

carro geladeira

No próximo período, os estilistas passam a privilegiar a forma individual dos automóveis. Respeitam a simetria dos barcos à vela e passam a ver os carros como objeto de arte. Pela primeira vez começam a se preocupar com a aerodinâmica. É o auge dos carros americanos. Sedans, cupês, esportivos e station wagon com mais de 5 metros de comprimento e com motores de 6, 8 e 12 cilindros navegavam glamourosamente pelas largas e longas estradas dos Estados Unidos e, claro, pela magia cinematográfica de Hollywood!

Na fase da geladeira, prevalece a praticidade e a racionalidade. O carro passa a ser uma necessidade, com exigências práticas e de uso lógico. Essa fase teve início na Europa, nos meados dos anos 60 e cada país teve seu representante de peso. Da Inglaterra veio o Mini Morris, da Alemanha o VW Sedan, o nosso Fusca. A Itália apresentou o Fiat 500 e a França, o clássico 2CV da Citröen, além de outros como o Renault Gordini que se aposentou por aqui em 1968.

lincon

Aí eu me pergunto: e os carros orientais? Que período eles representam?
Posso estar sendo pretensioso, mas eu nomearia este período de Robô Dinossauro. Nessa fase, o destaque é para a aparência de força e robustez, que podem ser vistos nos modelos sedans, suvs e nos utilitários, todos eternizados como os grandes protagonistas nos seriados japoneses.

corvete

Graças à história do design do automóvel, hoje encontramos no mercado varias configurações de carros. Dos compactos aos hatchback — representantes da fase geladeira —, passando pelos cupês, conversíveis e peruas do período do barco, até chegar aos sedans, suvs e utilitários da fase robô. E para quem curte uma casa, temos as minivans e as próprias vans.

Quem sabe se o próximo período não esteja em gestação, nos laptops dos designers e das equipes de criação das montadoras pelo mundo afora.

Voalá!

*sergiobruno@terra.com.br

 

 
 
imprimir